quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Passeata da Conciência Negra na Av.Paulista


Hoje aconteceu no período da tarde uma passeata da Conciência Negra na avenida Paulista em São Paulo, onde houve protestos para reivindicar os direitos do negro, a avenida Paulista ficou quase parada. Segundo a Polícia Militar (PM), cerca de 1,5 mil pessoas participam da caminhada, cujo ponto de partida foi o vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). O destino é à Praça Ramos de Azevedo, na República, no centro da cidade.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que, às 15h15, a passeata ocupava uma das quatro faixas da Avenida Paulista, no sentido Consolação, e estava na altura da Rua Augusta. A interdição, aliada ao excesso de veículos, provocava 1,6 quilômetros de congestionamento, da Alameda Ministro Rocha Azevedo até a Praça Oswaldo Cruz.

Se destacou várias marchas que foram organizadas em São Paulo. Além disso, estão programados shows e eventos na cidade durante todo o dia de feriado. A ONG Educafro fez uma passeata em direção ao Hospital Beneficência Portuguesa, na região central, para incentivar a doação de sangue. Na Avenida Paulista, manifestantes organizam uma passeata que irá até a Praça da Sé, no Centro da capital.A Praça da Sé reúne as principais atividades gratuitas desta terça, que é feriado na capital paulista e em alguns municípios do Estado. Para às 12 horas, estava marcada a apresentação do grupo afro-baiano Ilê Ayiê, que abre a tarde de shows. Depois, estão programadas as apresentações de MV Bill, Rappin Hood e da banda francesa Saian Supa Crew.Sandra de Sá encerra a tarde de shows e, a partir das 19 horas, Martinho da Vila se apresenta ao lado de Fabiana Cozza. Patrícia Liberato, Poetas da Cooperifa e a atriz Zezé Motta vão apresentar os shows, que também terão a presença dos DJs Eduardo Brechó e K. L. Jay.A data de 20 de novembro foi escolhida como o Dia da Consciência Negra por marcar a morte de Zumbi dos Palmares. Em 20 de novembro de 1695, o líder quilombola foi morto após ter sido denunciado por um companheiro e capturado pelos portugueses, dando fim ao Quilombo dos Palmares, em Alagoas, que abrigou mais de 30 mil escravos.Em 2003, a lei 10.639, sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estabeleceu a data como parte do calendário escolar brasileiro. A mesma lei tornou obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira.
veja mais imagens da passeata:











Postagens relacionadas

Passeata da Conciência Negra na Av.Paulista
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.