domingo, 11 de janeiro de 2009

E o seu "Casamento"está acima de sua Situação Econômica ?



Então pessoal, resolvi fazer este poste, porque andei observando alguns tipos de casamentos ou melhor pensando! Vou explicar o porquê !
Existem vários tipos de casais, independentes se são casados no "Civil"(legalmente) ou se somente moram juntos, independente se é um casal "Hétero ou Homossexual". Á questão é alguns casais colocam o casamento acima de sua vida financeira. ''O amor vence tudo"!
Outros sua situação econômica fala mais alto, fala mais forte,"O dinheiro, á crise econômica tem seu lugar na "vez". Mas mesmo assim conseguem seguir em frente. "
Outros vivem uma melodia. " Entre tapas e beijos". Uma hora brigam, discutem mas no fim do dia, no seu quarto resolvem o problema. Mas infelizmente existem aqueles que mais brigam do que se amam. " Será que existe um casamento perfeito, um casal perfeito? "Eu ainda não os conheci'' !
Para todo casal normal, que se amam, se respeitam, a vida financeira, isso é apenas um detalhe, contas, dívidas, compromissos que dependem da responsabilidade do casal para estarem em dia, é apenas mais um tarefa á ser compartilhada, sabem que a dinheiro não é felicidade para á " nação", mas sim a solução de alguns problemas, entendem que podem superar qualquer obstáculo.
Mas vem cá ! e para aqueles que esquecem do seu parceiro(a) amoroso(a), e limita-se á simplesmente colocar á sua crise financeira em primeiro lugar ,o que podemos dizer... "Que o amor não é o bastante pará isso"? " ou que o amor é um acaso" ?
Cada vez mais, algumas pessoas estão perdendo "O Foco" de suas vidas, para essas situação vamos descartar os filhos, frutos de uma união, que a partir do momento que eles existem aí á conversa é outra.
Agora podemos bater de frente com o vilão da história o "Divórcio". Que no Brasil mais que triplicaram.
O número de divórcios mais do que triplicou no Brasil nas últimas duas décadas, conforme as Estatísticas do Registro Civil divulgadas pelo IBGE: passou de 0,46 por mil habitantes em 1984 (primeiro ano da série) para 1,49 por mil em 2007. Isso é um absurdo, mas essas estatísticas envolve enumeras situações e razões.


Mais uma vez nos perguntamos, " Será que existe um casamento Perfeito "? "Um Par perfeito" ?
Algumas perguntam ainda continuam sem respostas. Não acredito que um casamento é uma instituição falida, me recuso acreditar. Pois assim deixaremos de acreditar nos valores que adquirimos na vida e de lá traz com nossos pais.
Se pensarmos na saúde emocional em sua totalidade, a questão amorosa deveria ser a prioridade absoluta, caso contrário, o conflito têm a tendência de inundar a vida pessoal, gerando constante insatisfação e infelicidade. Todos nos tempos atuais deveriam ter em mente que o amor, romance, namoro ou qualquer nome que batizarmos para um relacionamento, não pode ser encarado como uma recreação ou passatempo dos finais de semana, sendo uma espécie de continuação de nossas atividades profissionais. A verdadeira e profunda análise do inconsciente é a descoberta do momento em que nos recusamos à uma genuína experiência amorosa, ou então se escolhe erroneamente por temer a mesma. O medo, ciúmes ou competição na relação deriva da agregação entre excitação e competição. Nos termos históricos da psicologia, quando SIGMUND FREUD dizia do famoso "complexo de Édipo", nada mais era do que o começo da disputa na família sobre quem iria deter o poder sobre a afetividade. Erroneamente nos acostumamos à enxergar o complexo de Édipo na essência( o menino disputando com o pai a soberania do prazer materno), quando na verdade a questão é quem nos proporcionou uma base sólida de confiança ou segurança íntima para vivenciarmos a afetividade no futuro, e caso não tenhamos o registro da mesma, como fazer para obtê-la !?

Um capítulo da bíblia que gosto muito e que mostra uma verdade é:
1CORÍNTIOS 13

1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.


2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Não quero envolver qualquer tipo de religião no meio, nem muito menos fazer acepção de pessoas, mas gostaria de frisar que o amor pode está acima de qualquer coisa e mesmo parecendo que não á uma saída para alguns, ele vence tudo !



Postagens relacionadas

E o seu "Casamento"está acima de sua Situação Econômica ?
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Por favor inscreva-se para receber as ultimas postagens no e-mail.

1 comentários:

comentários
avatar
12 de janeiro de 2009 10:31

Amor verdadeiro é para sempre, mesmo que a relação não tenha dado certo, você nunca esquece a pessoa amada. Abraços

Responder